BIOGRAFIA



AMARO PEREIRA

     Filho de Manuel Baptista Pereira e Maria Fagundes Pereira. Nasceu em 14 de maio de 1924 em Campos dos Goytacazes/RJ. Foi radiotelegrafista dos Correios. Em meados da década de 60 morou com sua família no prédio dos Correios em Cabo Frio localizado em frente ao Largo Santo Antônio. Exercendo sua função em diversas cidades do estado do Rio como: Silva Jardim, Itaperuna, Miguel Pereira, Cabo Frio e outras. Viveu também nas cidades mineiras de Juiz de Fora e Rio Preto. Faleceu em 13 de junho de 1996 na cidade de Rio Preto/MG. Teve seis filhos no seu primeiro casamento: Mabel, Lídia, Ricardo, Luís, Marco e Tânia (já falecida) e uma filha no seu terceiro casamento: Patrícia. Torcedor do Fluminense. Grande leitor dos jornais O Globo, Jornal do Brasil e outros.
     Também foi amigo do artista plástico José de Dome, o qual lhe presenteou com uma tela, que se encontra em Rio Preto/MG com sua última esposa. José de Dome que após sua morte virou nome de museu em Cabo Frio/RJ no prédio histórico do Charitas.
     Em 2008 se tornou Patrono da Cadeira 29 da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo/RJ, cadeira que pertence ao seu neto, o escritor Rodrigo Octavio Pereira de Andrade, que foi Secretário no biênio 2008/2009 no mandato do Presidente Adão Antunes de Castro e Presidente no biênio 2012/2013 desta entidade acadêmica.
       No ano de 2014 é homenageado pelo seu neto Rodrigo Octavio Pereira de Andrade através do Prêmio Radiotelegrafista Amaro Pereira de Crônica, sendo divulgado no Programa Estação Notícias da Rádio 104 FM em Armação dos Búzios, programa apresentado pela jornalista Iva Maria; no Jornal Noticiário dos Lagos de Cabo Frio em matéria feita pela jornalista, escritora e acadêmica da Academia Cabo-friense de Letras, Sylvia Maria Ribeiro; pelo Portal Árabe Alto Tietê, através do escritor e acadêmico Anthony Mohammad de São Paulo-SP. O prêmio também foi divulgado pelos sites Revista Biografia, Cursos de Escrita On Line e Concursos Literários. 
     O professor, artista plástico e acadêmico Mateus Azevedo Gago da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências fez uma caricatura em homenagem ao radiotelegrafista Amaro Pereira e seu neto Rafael Pereira de Andrade fez a arte da futura medalha em sua homenagem. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário